Confira nossas notícias


Do Instituto Robert Bosch para a Nasa | Curitiba-PR

Jovens de projeto apoiado pelo INRB realizam sonho de conhecer a agência espacial norte-americana

21/11/2018


O mês de outubro ficará marcado na memória de Marcos Mateus Garrido de Mello, de 15 anos, Raul Guedes Carlesse, 15, e Jennifer Gabriela da Silva Jetka, 14. Pouco mais de um ano depois de vencerem a etapa regional do Space Apps Challenge, os três jovens que participam do projeto We Are All Smart (WAAS), embarcaram rumo à Nasa e vivenciaram de perto o dia a dia da agência espacial norte-americana.

Para Raul, estar perto de tantas tecnologias e programas referentes à exploração espacial teve um significado especial. “Mesmo com todas as adversidades, nós conseguimos ir para a Nasa. Isso faz com que a gente acredite mais nos nossos sonhos. Foi depois dessa viagem que eu vi que dá para mudar o mundo, que as nossas ações podem sim causar muito impacto”.

Mateus, Raul e Jennifer desenvolveram um dispositivo capaz de receber informações enviadas pelo satélite da Nasa sobre focos de incêndio identificados em tempo real, transformando os dados digitais e analógicos de forma que possam ser transmitidos para diversas rádios AM espalhadas pelo país. Batizado de #JunoRadio, o rádio funciona sem nenhum acesso à internet e pode ter sua transmissão para as áreas mais remotas.

Jefferson Michaellis, brasileiro responsável pelo Programa de Educação do Centro Espacial da Nasa na Flórida recebeu o protótipo do #JunoRadio das mãos dos adolescentes. “Cada vez que nós podemos receber um presente como este protótipo, ficamos muito satisfeitos. Ele é resultado de uma equipe pensando em alternativas para o bem, que podem mudar o mundo. Esses adolescentes pensaram diferente e tiveram pessoas que acreditaram neles. Hoje nós temos aqui na Nasa um pouco da tecnologia do Brasil”, comenta.

O Instituto Robert Bosch, braço social da empresa, é responsável pela gestão das políticas, diretrizes e recursos de projetos sociais e educativos. Ele tem como missão promover a evolução social com foco na educação de crianças e jovens de comunidades em desenvolvimento. Por meio do projeto WAAS, o Instituto busca levar o ensino tecnológico às escolas públicas localizadas próximas a Bosch, de forma que os adolescentes sejam empoderados como agentes transformadores de suas comunidades.



Mantenha-se atualizado: